Imobiliária em Joinville SC | Anagê Imóveis | Compra, Venda e Aluguel

Imóveis favoritos Não há favoritos adicionados
Você pode adicionar imóveis aos favoritos
clicando no ícone
Histórico de visualização Nenhum imóvel foi visualizado

Conheça os diversos tipos de tinta existentes no mercado

17 de setembro de 2012 por admin

Existem vários tipos de tinta com características diferentes. Saiba quais sãos os modelos mais populares e quais as utilidades de cada um.

A tarefa de escolher a tinta certa para pintar cada parte da casa pode ser mais complexa do que parece. A seleção não se resume às cores. Na verdade, existem diversos tipos de produtos, cada um com características próprias e com funções diferentes. Conheça os tipos mais comuns à disposição no mercado e saiba em que parte da casa cada um costuma ser utilizado.

Tinta látex: É a mais comum. Benito Berretta, diretor de marketing das Tintas Coral, conta que ela é feita à base de água e seca rapidamente. Entre os vários tipos existentes, o PVA é o mais indicado para as áreas internas, pois pode ser limpo apenas com um pano úmido.

Tinta acrílica: Na verdade, é um modelo de tinta látex, mas que contém resinas acrílicas em sua composição. Entre suas características, a mais importante é ser impermeável. Por isso, diz Robson Ricardo dos Santos, supervisor geral de obras da LJ Pinturas, ela é ideal para pintar áreas externas. Podem também ser usadas em áreas molhadas, como banheiros e cozinhas.

Tinta epóxi: Berretta conta que ela é fabricada com base em resina epóxi e, por isso, tem alta resistência à umidade, à produtos químicos e à abrasão. Além disso, adere bem em diversas superfícies, como pisos de cimento queimado, azulejos, ferro e aço. Por não ser solúvel em água, deve ser aplicada por mão de obra especializada. “Ela é especial”, diz Santos. E, por isso mesmo, mais cara do que os dois tipos acima. Suas características impermeabilizantes a fazem ser usada até mesmo em áreas inundadas, como box, piscinas e caixas-d´água.

Tinta esmalte: Santos diz que ela substitui as tintas à base de óleo, que são tóxicas e, hoje, muito pouco utilizadas. Pode ser aplicada na madeira ou em materiais ferrosos. O acabamento, diz Santos, é acetinado e dá a sensação de que há uma película sobre a superfície. Não é recomendável usá-la em parede, pois pode acabar formando bolhas. Também tem custo mais alto do que o normal, pois sua aplicação é muito específica.

Tinta verniz: É uma composição líquida que se converte em um filme sólido e transparente depois de aplicada em uma fina camada protetora. Usada principalmente em madeiras de ambientes externos.

Categorias: Decoração

Deixe um comentário

*

Pensando em comprar ou alugar um imóvel?
Deixe seu e-mail e receba nossas dicas e novidades!