Imobiliária em Joinville SC | Anagê Imóveis | Compra, Venda e Aluguel

Imóveis favoritos Não há favoritos adicionados
Você pode adicionar imóveis aos favoritos
clicando no ícone
Histórico de visualização Nenhum imóvel foi visualizado

Saiba mais sobre o ITBI em Joinville

31 de outubro de 2018 por anage-imoveis

ANG_blog_int_02

É sempre muito importante conhecer todos os gastos extras envolvidos na compra ou venda de um imóvel, assim fica mais fácil programar-se financeiramente.

Ao comprar um imóvel, você precisa arcar com despesas que vão muito além do custo da sua nova casa ou apartamento, como é o caso do Imposto de Transmissão de Bens Imóveis (ITBI).

O imposto, que é regulamentada pelo município, pode variar de acordo com a localização do seu imóvel. Segundo o advogado, especialista em direito imobiliário e diretor da CreditCon, Dr. Hadan Palasthy, o tributo deve ser pago para que seja possível a regularização do imóvel junto aos cartórios de registros públicos. Garantindo assim o acesso a serviços como abastecimento de água, luz, coletas de resíduos, dentre outros.

Vai comprar um imóvel em Santa Catarina? Então continue lendo, vamos contar qual o ITBI em Joinville, para você não ter surpresas com valores extras.

ITBI em Santa Catarina

O valor do ITBI em Joinville corresponde a 2% do preço total do bem. Porém, na compra de imóvel residencial, financiado por pelo menos 5 anos, é aplicada sobre o valor financiado alíquota de 0,5% para imóveis com valor venal até 1,5 mil UPM (Unidade Padrão Municipal). E uma alíquota de 2% para imóveis com valor acima de 1,5 mil UPM.

Valor de ITBI muda comprando imóvel na planta?

Preste muito atenção para as ofertas que prometem valores menores de ITBI para imóveis comprados na planta. Ainda que esteja no projeto, o pagamento do ITBI é obrigatório. Nesses casos, utiliza-se o valor do imóvel quando estiver pronto para calcular o imposto.

Palasthy explica que a taxa de ITBI somente será feita após a emissão do”Habite-se”, que é o ato administrativo emanado de autoridade competente, para autorizar o início da utilização efetiva de construções ou edificações. “Após a emissão do competente certidão/autorização, inicia-se o processo de transmissão das titularidades dos promitentes vendedores e promitentes compradores, fato este gerador do referido tributo”, explica.

Leia também: Qual a importância do ITBI na compra de um imóvel?

 

Categorias: Comprar Imóvel, Mercado e economia, Mercado imobiliário, Primeiro imóvel

Deixe um comentário

*

Pensando em comprar ou alugar um imóvel?
Deixe seu e-mail e receba nossas dicas e novidades!